Arquivos da categoria: VIAGENS

Roteiro: Toronto

Oiii gente… chegamos em Toronto, foi uma longa e cansativa viagem. Saímos de NYC as 19hs e chegamos em Toronto as 6hs. A sorte é que deu para dormir um pouquinho, pois o ônibus é bastante confortável, além de ter Wi-fi hehehe.

Primeiro dia: Chegamos e fomos direto para o Hotel, ficamos no Confort In Toronto. Ele é simples, mas o quarto é uma gracinha e super confortável, além de termos amado a localização, ele fica no centro, bem próximo a Dundas Square, que é digamos a “times square” de Toronto. Depois de descansar, fomos passear e conhecer alguns lugares. Assim que saímos vemos que estava caindo alguns flocos de neve, já fiquei super empolgada hahaha. Primeira parada foi na Dundas Square, não estava muito movimentada, não sabemos se por conta do frio que estava fazendo. Depois queríamos ir conhecer a CN Tower, e fomos indo na sua direção. No caminho passamos pelo famoso letreiro escrito Toronto, ele fica na Nathan Phillips Square. Lá tem um espelho d’água, que por conta do inverno estava congelado, e as pessoas estavam patinando. De lá fomos para a CN Tower, não entramos para fazer a visita, apenas fomos ver onde ela era, é muito alta, praticamente de toda a cidade pode se ver ela. Voltando paramos no Hard Rock Cafe para jantar. Fizemos esse trajeto todo a pé, lá assim como em NYC, é melhor conhecer a cidade andando, pois tudo lá é lindo.

Segundo dia: Acordamos, tomamos um café tipico americano no hotel e partimos para a CN Tower, desse vez iriamos subir para ver a vista. E a neve? Nem sinal dela.
Para fazer o Tour pela CN Tower existe vários pacotes. Optamos pelo mais barato que é 75 dólares canadenses por pessoa, ele dá acesso ao chão de vidro e um andar acima. Pensa no frio que estava fazendo e no medinho que dá em subir no vidro e olhar pra baixo hahaha, mas a vista compensa, é maravilhosa. Quando você desce, tem uma sala com algumas estatuas dos mascote para tirar foto, e claro, uma sala cheia de suvenir. Em frente a CN Tower tem uma fabrica de cerveja local onde você também pode fazer um tour e ver como ela é produzida. Ao longo do percurso você vai degustando cervejas. O valor achei bem razoável, é 10 dólares canadense por pessoa. Como estávamos cansados e com um pouquinho de frio, voltamos para o hotel. Lembrando que fizemos isso tudo andando, então deu para conhecer bastante bairros da cidade.

Terceiro dia: Dia de ir embora. Acordamos cedinho, fizemos check-out no hotel e fomos em direção a Casa Loma, que é um museu em forma de castelo. Neste dia fomos de uber, pois é bem longinho. Quando chegamos lá, estava em reforma, mas pra não perder a ida, tiramos algumas fotos do lado de fora. Na hora de ir embora fomos andando, conhecendo um pouco a vizinhança, pois era diferente do bairro que ficava nosso hotel, era bem residencial e cheio de casas lindas e um pouco mais abaixo ficava as universidades. Quando estávamos na rodoviária esperando chegar a hora de partir, adivinhem quem apareceu? Isso mesmo, a neve e sua brancura. Coisa mais linda da vida ver os floquinhos caindo. E então, partiu NY? Nos vemos em breve com o final da nossa viagem!

Mil Bjus… Lay!

Layana Ribeiro Por: Layana Ribeiro

Roteiro: NYC!

Oláaaa gatuxas e gatuxos… vamos continuar nossa viagem? Chegueiiii NY hahaha. Qual o primeiro lugar que você lembra quando falam de NY? Isso mesmo, Times Square, nosso roteiro começa nesse lugar lindíssimo. Mas primeiro de tudo, foto com os Taxi Amarelos o/, não tem como dizer que foi a NY e não ter foto com eles, é um ícone da City.

Primeiro Dia: Não tinha como não ir na Times Square primeiro, nossa caminhada começou nela. Sim, caminhada, pois o melhor jeito de conhecer a city é andando, e não é andando pouco não hehehe. Mas sabe qual a vantagem? Você vai vendo todas as avenidas, tirando foto, lembrando dos filmes, sentindo cheiros, e tentando se situar que você está na cidade que nunca dorme. Bom, da Times Square partimos para encontrar um KFC, meu marido estava louco para comermos, ele já tinha comido e falava só maravilhas, e eu claro, não podia deixar de experimentar hehehe. De lá pegamos a 5th avenida, super famosa, só de andar por ela já fiquei encantada. Andando chegamos na Catedral de São Patrício, belíssima, tem uma arquitetura um pouco gótica. Lá pertinho podemos ver a pista de gelo do Rockfeller, um dos edifícios com a vista mais linda de NYC, vale a pena fazer a visita nele desfrutar deste passeio.

De lá fomos para a Biblioteca Pública, quem não lembra dela no filme “Um dia depois de amanhã”?. Foi uma pena ela estar fechada. Mas mesmo assim deu para desfrutar um pouquinho, como tinha Superball, a cidade estava praticamente vazia, então deu para fazer varias fotos na frente dela sem ninguém hahaha. Continuando o passeio, chegamos no Grand Central Terminal. Os fãs de Gossip Girl devem lembrar dele bem hahaha. Adorei a visita, ele é simplesmente divino. E para finalizar, voltamos para a Times Square, para agora poder vê-lá a noite. Sim, fizemos tudo isso a pé. Você anda muito, mas nem percebe, pois a cidade é cheia de historia pra contar em cada esquina.

Segundo Dia: Neste dia tínhamos um ensaio fotográfico com a Martha, fotografá super conhecida por seus clicks em NY. Ela é blogueira, Youtuber, Fotografá e mora em NYC. Vale a pena acompanha-lá. E tem um post inteirinho contando como foi essa experiencia de ser fotografada por ela. Como nosso ensaio foi no Central Park, decidimos aproveitar o dia para conhece-lo, já que ele é enorme e dá para ficar lá o dia inteiro hahaha. Nele você encontra pista de gelo, museus, além de pontos turísticos onde foram filmados vários filmes. Não preciso nem dizer, um lugar mais lindo que o outro.

Terceiro Dia: Nosso terceiro dia foi dia de pegar o ônibus novamente, desta vez com destino a Toronto. Animados para a nossa próxima parada?

Mil Bjus… Lay!

Layana Ribeiro Por: Layana Ribeiro

Cataratas do Iguaçu (BRA) e suas paisagens maravilhosas

Vista panorâmica das Cataratas do Iguaçu, próximo à entrada do Parque Nacional do Iguaçu – Paraná, Brasil

Imagem: Arquivo Pessoal

Onde? Localiza-se na região de tríplice fronteira — Brasil, Argentina e Paraguai. No lado brasileiro temos o Parque Nacional do Iguaçu, no município de Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil.

Quanto? Para brasileiros, o ingresso sai por menos de R$40,00 (valor em março/2017). Valor que compensa muito, afinal, tem-se a oportunidade de desfrutar a beleza de um patrimônio natural da humanidade (reconhecido pela Unesco).

Quando? Dica: tente não visitar o parque em feriados prolongados e alta temporada. Menos pessoas ajuda a evitar filas, além de deixar a paisagem mais bonita — já que a intenção aqui é contemplar a paisagem natural.

Como? A infraestrutura do parque é ótima e a trilha é de nível fácil. É recomendável usar roupas leves e calçar tênis para realizar uma trilha. Na passarela para a Garganta do Diabo você se molha, então é aconselhável levar uma mochila impermeável para guardar seus pertences (e levar chinelo/sandália para usar na passarela). Leve também capas impermeáveis para celular ou para câmera fotográfica, caso deseje tirar fotos no momento. Há quem leve capa de chuva e/ou roupas extras e secas para trocar após o passeio.

Vamos lá?

Ao entrar no parque, numa curta caminhada já é possível ver, no horizonte, as cataratas.

— Que coisa mais linda! Uau! — falamos. Até quem não é muito de tirar selfies, quererá tirar uma foto ali. Nessa hora, aproveite para socializar:

— Tire uma foto nossa, por favor? (Não esquecendo de retribuir com: “Quer que eu tire uma de vocês?”. Certo? Rs.) É também um bom momento para arriscar um pouco de inglês ou de espanhol, pois há grande quantidade de estrangeiros no local.

Ao longo da caminhada a paisagem muda um pouco e pode-se ver as quedas com mais proximidade. Bons momentos para olhar o horizonte e apreciar a exuberância das águas.

Estar ali, com todas aquelas quedas proporciona uma sensação ótima. Aproveite! Medite quem é de meditar. Reze quem é de rezar. Sorria quem é de sorrir. Abrace os amigos quem é de abraçar.

— Nossa! Espetacular, não? — suspiro.

Um dos mirantes disponíveis ao longo da trilha, no Parque Nacional do Iguaçu – Paraná, Brasil

Imagem: Arquivo Pessoal

Anda-se mais um pouco. Ao chegar na passarela, pode-se ficar bem perto das cataratas. (Ah, lá tem uma banquinha que vende capas de chuva e bolsas impermeáveis para celular.)

Capa de chuva para quê? Eu quero é me molhar nesta garoa (ademais, uma capa de chuva ali não protegeria muita coisa, porque você se molha mesmo, como se entrasse na água).

Passarela próxima à Garganta do Diabo, ao final da trilha no Parque Nacional do Iguaçu – Paraná, Brasil

Imagem: Arquivo Pessoal

O som das fortes quedas; os pingos de água molhando os cabelos, as roupas, os pés. A sensação de estar ali é quase mística. É sublime.

É como dizem: as belas cataratas estão do lado argentino, mas no Brasil temos uma melhor visão panorâmica.

Realmente, são grandes maravilhas do mundo.

Saiba mais em: <http://www.cataratasdoiguacu.com.br/>

Fernanda Vieira Por: Fernanda Vieira